Follow by Email

domingo, 18 de novembro de 2012

Coisinhas

Um estilo socialite tomara meus espírito e casualmente bem vestido eu me encontrara, o cheiro do perfume exalava minhas vestimentas porem ainda demonstrava minha opinião sobre mim mesmo com uma camisa que continha um desenho de uma caveira dos idiotas, estava eu assim indo a um show. O ingresso que já em meu bolso desejava mais do que eu que eu passasse pela portaria mas minhas intenções tão poucas era o show em si , tinha eu sim, outros motivos pra estar lá. Ela estava linda dentre seus sorrisos suas roupas lhe davam um contraste melhor do que se estivesse nua naquele momento e seu olhar...sei lindo olhar de olhos de ressaca me encantavam. A música eufórica fazia-me pulsar porem ainda estava estático sentado em uma cadeira conversando com amigos de outrora porem meus olhares não conseguiam se afastar de olha-la. O show principal começou, e como de costume larguei minhas vestimentas socialites e fui para a dança, o cheiro inconfundível de poeira, sangue, suor, álcool destilado e cigarro me traziam de volta a vida, sim entrei na dança, sabe aquelas danças de um belo show punk com socos e pontapés, lugar melhor não poderia encontrar para me sentir mais vivo. Ao decorrer do show a pessoa que eu almejava na noite se embriagou, eu também bebia porem não cheguei a tal estado, puxei uma cadeira e sentei lá fora em uma roda de amigos, e de lá observei, esperei ela acordar para ir falar com ela, o seu tom de voz estava uma oitava a baixo e seu sorriso soava desnorteado mas aos meus olhos toda a beleza dela ainda estava ali. Todavia eu assim como ela devíamos partir, eu observei um de seus últimos movimentos ao me dar tchau, ela passou meio que sorrindo e com a mão em meu rosto, dei um sorriso e saí ao relento seguindo o rumo de casa, perdido em pensamentos no rumo de casa, perdido em rumo de uma ressaca.

Caique Maciel Arruda

Nenhum comentário:

Postar um comentário