Follow by Email

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Elleycnarf

Palco mais perfeito não poderia ser desejado, ela se faz frágil e forte ao mesmo tempo que todos só percebem a sombra de seus reais desejos, todos menos eu. Ela é forte não me atrevo a dizer que não seja mas é frágil e sabe disso, sua postura tão dura consigo mesma e com os outros torna seus sorrisos destilados em a mais pura e bela simpatia. És vergonhosa sei não culpo ninguém por ser e não querer parecer porque minha própria vergonha me tornou em alguém extrovertido, não sou assim, quem em conhece bem como eu sabe, não sou assim. Ela sim é boa piadista, tem atitude e horas opiniões contraditórias fazer oque se ela tem medo de não agradar totalmente o medo de não ser perfeita torna ela admirável tal preocupação faz da mesma encantadora.
Ela dança com seu all-star loucamente pelas ruas somente caminhando sem nem mesmo perceber aos bons sons de rap, rock e ainda da uma pitada de sal a gosto quando bem deseja. Quer o mundo mas ainda sim é uma garota, ela ainda cultiva seus bons modos com estranhos e maltrata quem bem conhece. Um poço de perguntas, sonhos, risos, choros, desejos e insatisfações ainda quer que tenha alguém que possa livra-la de todo o mau. Ela sabe bem oque quer só não sabe se quer agora, enfim ela é sensacionalmente quão bela quanto somente ela pode ser ela. Palco mais perfeito não poderia ser desejado a não ser sua perfeição para literatura molda-la em sinônimos calados.




Caique Maciel Arruda

Vid'ora Perdida

Por horas fiquei pensando, analisando, corrigindo e tentando resolver a equação da minha vida, enorme  equação quando percebi ter muitas horas envolvidas, pensei por horas oque faria da minha vida de de tanto perder tempo pensando em como viveria acabei tendo a perdendo o tempo pra viver minha vida!



Caique Maciel Arruda

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Teoria das Cordas do meu Violão

É hora da partida e trilha sonora não poderia ser melhor, a silenciosa trilha sonora de seus pés descalços e seus pensamentos provando que a teoria das cordas de um violão poderia me levar a qualquer lugar paralelo naquele mesmo espaço e tempo. É hora da partida mas não menciono nem por um instante me locomover a outro lugar a se não o que estou, vou tirar meus pensamentos desse lugar e deixá-los soltos, aqui deixo expresso que vou libertá-los de mim e sem DÓ deixo eles dançarem por LÁ buscando algum lugar ao SOL, tenho tido pensamentos tão nublados que nem MI'nhalma tem traduzido em meio as pancadas de chuvas destiladas que descem guéla abaixo do céu da minha boca. Paro, verifico e dou RÉ em meus melhores e piores momentos e penso que com toda essa tecnologia exposta as pessoas não entendem que esse tal de touch screm não me serve de nada se eu realmente sei que os verdadeiros toques e comunicações não se dão a tal tipo de coisa e sim a simples olhares, sorrisos e expressões faciais. Eu SI...sintonizo meus pensamentos que começo achar mais do que possível que essa sim seja a verdadeira teoria das cordas; FÁ...bulosa!



Caique Maciel Arruda

$U$ - Sistema Único de Sofrimento

É  simples como se os olhos beijassem suas próprias meninas, complicado como se o suor não fosse por um momento o esforço de calar o choro do faminto, linhas peculiares e transcendentais que gritam por uma linear no giz que risca uma felicidade feita em zig-zag, altos e baixos que significam nunca deixar seu caráter verdadeiro pois ele é o único padrão de beleza aceitável por todos os cantos do submundo que se dá em festa por ainda ter essa essência nos bueiros dessa sociedade capitalista, pois nosso padrão de beleza aceitável é caráter, é ter cara, ter raça, ter coragem enquanto eles fazem outro baile de máscaras em volta da fugueira do santo Cifrão, valor horrível empregado aos restos de uma árvore tão bela e pura, valor horrível empregado ao seus restos mortais mas se ainda não entendeu o porque do Cifrão com letra maiúscula sem concordância de literatura é porque nessa cultura quando citamos algum deus ele vem com total onipotência até por aqui, por onde os ratos tecem gorros de manipulação e os porcos desenham figuras rupestres com o sangue de quem tenta fazer a revolução!
Quantas e quantas vezes não vimos isso acontecer!? Repito pra você que não entendeu, quantas e quantas vezes não vimos, NÓS NUNCA VEMOS NADA, quantas e quantas vezes...nossa justiça morre a cada dia no político livre e alguma mãe que por uma caixa de leite foi penalizada a mais de 20 anos de penitenciária, nossa justiça se torna vingança, nossa justiça se torna nossos punhos cansados de tanto tentar, de tanto dar murro em ponta de fuzis militares, se torna uma voz longe e louca no fim do túnel e eles, sim ELES ficam loucos a saberem que a luz no fim do túnel por incrível que pareça é miscigenada!
É tão complicado como cavar o próprio império ou calcular a paixão dos gigantes do ócio criativo pelo que nunca virão e só imaginam.
Hoje o baile é de máscaras pois quando pudermos conversar cara a cara com toda sinceridade eu quero ver sucumbir suas quiméras de mil tostões Barão $ .
O Cifrão sempre te da um fardo maior do que você pode carregar.

Caique Maciel Arruda