Follow by Email

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Allstarlarina

Ela dança desesperada de um modo frenético pela rua com seu fone de ouvido e suas músicas esquisitas. Credo, porque dessas roupas pretas, jaqueta e all star surrado? Rosto pálido, tristeza aparente e por entre seus sorrisos você pode ver sair fumaça de cigarro e um bafo de alcool inevitável, ao meu ver parece que sua tristeza só some assim. Ela vem e seus passos são como a hora do pesadelo, pesados e assombrosos como os de uma bailarina torta ensaiando sua última aprensentação e ela mesmo desenha sua cenografia com caixões e sorrisos como os do gato de alice. Porem basta uma coisa só pra deixá-la descabelada e com menstruação aparente a troca do seu all star pelo salto alto e o termino de sua música predileta pois a mesma não aceita máscaras mas tem que usa-las. Só pra agradar os canalhas que a trairam e a deixaram com sangue nas meninas, nas meninas sinceras que nadam nuas e tristes em um mar de lágrimas. Morram, pois dançava a bailarina torta com seu all star em plena solidão e dançava a bailarina torta, dançava sem coração!

Caique Maciel Arruda

Nenhum comentário:

Postar um comentário