Follow by Email

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Outra dose da Realidade

Olhando em meus próprios olhos eu tento nem piscar pois eu não queria me perder nem por um segundo porem em tão notória observação vejo que estou perdido a muito tempo. Há tempos que a bebida não me faz esquecer do que eu quero e sim me faz esquecer de quem eu sou, tenho andado vagando, e quando passo por ai como se fosse uma alma sem corpo sinto longe de mim mesmo longe de quem e do que eu sou, acho que quando vago por ai vago a procura de mim e tento me achar em um passado de copos com alcool e sorrisos esfumaçados que sei que nunca serão os mesmos porres e nunca serão as mesmas cinzas no cinzero. Estou percebendo que oque está ficando pra tráz são só bitucas e cheiro de bebidas destiladas, alias acho que eu fiquei também por ali e preciso voltar pra me encontrar mas vi que não será fácil pois não sei por qual estrada vim parar aqui e não sei como voltar porem preciso a única alternativa é ouvir aquelas vozes, sabe aquelas vozes, que gritam dentro de toda sua cabeça todo o tempo, não sei se finji não as escutar ou se dentro da minha cabeça não existem mas escuto gritos e insistem em uma só palavra; SOCORRO! e corro nesta direção, acho que estou vendo algo mas não me parece uma luz tremula e sim mais uma massa cinzenta e percebo que oque eu deixei pra traz não foi minha alma e sim minha consciência. Finalmente a encontrei de volta mas será que vou saber usar, infelizmente a resposta está em outras doses de verdades e pra não perder o costume: DESCE OUTRA PRA MIM, PORQUE HOJE VOU COMEMORAR E NÃO TENTAR ESQUECER QUE ME REENCONTREI EM UM LUGAR QUE NEM LEMBRO AONDE FUI, OBRIGADO!

Caique Maciel Arruda

Um comentário:

  1. Lembre-se que ao resgatá-lo tem que trazê-lo devidamente aprimorado...

    ResponderExcluir