Follow by Email

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Terra minha

Pessoas dizem que eu sou bom, que eu escrevo bem, que sou legal, que eu vivo feliz, simplesmente o que as mesmas não notam é que meu espelho reflete minha pura e completa incompetência, todos os meus defeitos, eu sou totalmente imperfeito aos meus olhos, e meus defeitos me deleitam sempre que podem e eu caio em prantos aleatórios em um copo e outro dentre as sete vidas das ruas da cidade. Aos olhos de outros sou simplesmente um anjo e aos meus um mero mortal com pecados capitais tão perversos que só de eu pensar em como sou já estou direto no inferno. A única diferença é que eu venho de um mundo excluído pelos iguais, eu sou diferente e em terra minha quem tem olho não quer ver a verdade, quem sabe a verdade não tem boca e quem ouve sussuros da verdade causam ranhuras nas paredes e morrem de medo.

Caique Maciel Arruda

Nenhum comentário:

Postar um comentário