Follow by Email

domingo, 4 de setembro de 2011

Dia Frio

Dia frio. Para aqueles que stão sós é simples, pois vivem destes e no máximo colocam uma regata  e velhos óculos escuros. O beijo no cigarro é mais frio que a própria solidão, no choro o sorriso insano. Dança com a mesma música desde que era criança beata. Lamenta conhecer pecados e ser demônio de alguns sonhos.
Dia frio. Para os que estão a sós é simples pois com uam paixão entre os dedos caí em contradição velhos sentidos naturais, agora o frio esquenta os corpos, e como. O beijo mais quente e solidário do que nunca, no máximo usa cavadas sem óculos escuros pois sem eles a pura verdade é transmitida no olhar. Adora conhecer pecados e ser demônio de alguns anjos.
Dias frios, para os que gostam ou odeiam quando estes chegam, a tinta da ponta da caneta não seca ao escrever que, mesmo em dias frios meus sonhos voam agasalhados.

Caique Maciel Arruda

Um comentário: